Verdades Bíblicas
Inscreva-se

A parabola do semeador: “e aquela que caiu entre espinhos...” (PDF) Edição em PDF

A parabola do semeador: “e aquela que caiu entre espinhos...”

A Palavra de Deus, muito claramente descreve as coisas que fazem o coração cansado e pesado e as sementes da Palavra estéreis, ou seja, a semente que está lá, não dá o devido fruto. Aqui está o que o Senhor Jesus disse em Lucas 21:34:

Lucas 21:34
"Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço.”

Há certas coisas que fazem molestam nossos corações ou seja, que o tornam pesado, cansado, duro, indiferente e frio. E embora muitos de nós não tenham um problema com "glutonaria e embriaguez" (de qualquer forma estes pecados óbvios condenados pela maioria dos cristãos e muitas vezes por não-cristãos também) o que dizer dos "cuidados da vida"? O que o Senhor está nos dizendo aqui é que os cuidados da vida quotidiana, o ter que fazê-lo, o "sobreviver" nesta vida pode deixar seu coração pesado e difícil, se você está preocupado com eles; se todo o seu esforço é sobre como realizar isso hoje, se você está ocupado demais com essa vida e seus cuidados.

Além disso, o Senhor disse na parábola do semeador sobre a terceira categoria daqueles que ouvem a Palavra:

Marcos 4:18-19
"Outros ainda são aqueles que foram semeados entre os espinhos; estes são os que ouvem a palavra; mas os cuidados do mundo, a sedução das riquezas e a cobiça doutras coisas, entrando, sufocam a palavra, e ela fica infrutífera.”

Como o Senhor deixa claro: as preocupações com os cuidados deste mundo, o dos cuidados da vida, mais o engano das riquezas e a cobiça de outras coisas são os inimigos da semente da Palavra de tal forma que se eles ocorrem em nosso coração sufocam a semente da Palavra e torná-lo estéril e infrutífera. Em outras palavras, os cuidados desta vida, as riquezas e os desejos de outras coisas NÃO PODEM co-existir em nosso coração junto a Palavra de Deus. Um dos dois terá que ir. Ou é um ou o outro. NÃO AMBOS. Isso se encaixa também com o que o Senhor disse a respeito do dinheiro:

Mateus 6:24
"Ninguém pode servir a dois senhores: porque ou há de odiar um e amar o outro, ou então irá servir a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro”.

Você não pode servir a dois senhores ao mesmo tempo. Se você quiser seguir a Deus, se você quiser vida e paz, se quiser que a semente da Palavra cresça e dê frutos, então você tem que desistir de sua pré-ocupação com cuidados, com o dinheiro e com as ambições de outras coisas, pois a Palavra não pode crescer juntamente com estes. Você não pode ser um estrangeiro e um estranho neste mundo (1 Pedro 2:11) e, ao mesmo tempo fazer parte do sistema do mundo. Não é possível! Se você de alguma forma acredita que você pode gerenciar os dois juntos, engana a si mesmo. Você pode dizer: “Oh irmão que você não entende a minha situação” Eu entendo! Eu também tenho um emprego e uma família com três crianças pequenas. E o que escrevo, o faço por experiência própria. Não posso trabalhar diariamente por 12 horas e espera crescer espiritualmente com 10 minutos de uma devocional de manhã e um sermão na manhã de domingo. Isso não vai acontecer! Nós não precisamos apenas de tempo de qualidade com o Senhor (e vamos enfrentar a verdade você não pode ter tempo de “qualidade” em 10 minutos com o Senhor quando nas 16-18 horas restantes que você está acordado a sua mente está constantemente ocupado com outras coisas). Precisamos também de quantidade de tempo. Precisamos dos ensinamentos da Palavra para ser alimentado. Precisamos mudar nosso interesse do mundo para a Palavra. Então o crescimento virá como o crescimento chega a recém-nascidos quando eles bebem leite. Como a Palavra diz:

I Pedro 2:2
"Como recém-nascidos, desejai sinceramente o leite da palavra, para que possais crescer."

Se você não beber o leite da Palavra, mas ao invés disso você se alimenta com o lixo do mundo, não é de admirar que você não está crescendo, mas sentindo-se fraco e cansado. Somente a Palavra de Deus pode trazer crescimento.

 

A armadilha dos cuidados, da riqueza e da luxúria entre outras coisas: o que fazer

Agora, a boa notícia é que a situação acima descrita pode mudar e você pode começar a crescer e dar frutos novamente. O que é necessário é que pare de ser preocupar com os cuidados, com o dinheiro com os desejos por outras coisas e foque sua atenção em Deus e Sua Palavra. Na verdade eu acredito o que deve fazer é o contrário: ao abrir espaço para Deus e Sua Palavra você vai perder o interesse pelo dinheiro, desejos mundanos, ambições e preocupações. Esse interesse irá desaparecer à medida que você começar a beber do leite da Palavra e se concentrar em Deus como sua prioridade. E à medida que faz isso, o crescimento, e a paz vai voltar. Você precisa se ocupar com a Palavra e seus ensinamentos. Agora, para ser capaz de fazer isso, você pode precisar fazer alguns ajustes. Por exemplo, você pode precisar diminuir seu ritmo de trabalho e colocar limites. Agora deixe-me esclarecer algo aqui: não estou dizendo que o trabalho é ruim. Ao contrário, como a Palavra diz: "se alguém não quer trabalhar, também não coma" (2 Tessalonicenses 3:10). Trabalho, como um meio para ganhar o seu pão não é problema de forma alguma. Na verdade é algo que é muito abençoado. O que eu acredito, porém, que é um problema - além de não trabalhar - é o excesso de trabalho e com isto eu quero dizer, trabalhar muito e acima do que você precisa para ganhar o seu pão e ao ponto, de não haver espaço para mais nada na sua vida a não ser para o trabalho, ou seja, trabalhar é uma benção, mas ser workaholic é um problema. Você pode também precisam gerenciar melhor o seu tempo, removendo o tempo que desperdiça assistindo TV, navegando em sites mundanos ou sendo indulgente em excesso com seus hobbies. Se você comutar para trabalho, precisa encontrar bons ensinamentos na Palavra (e não no ensino religioso que são servidos como "cristãos", mas que são apenas religiosos, ensinamentos sem vida) e ouvi-los. Você precisa mudar. Tornar-se infrutífera não é uma opção e é inteiramente oposto ao que o Senhor disse:

João 15:16
"Eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e [que] vosso fruto permaneça"

Somos escolhidos para dar frutos. No entanto, como dissemos, isso não irá acontecer se permitirmos que a semente da Palavra seja sufocada pelos espinhos das riquezas, dos desejos de outras coisas e com os cuidados desta vida.

O Senhor tratou da questão dos cuidados e riquezas em mais passagens além das quais temos visto até agora. Aqui está outra passagem reveladora:

Lucas 12:15-31
“E disse: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui. Propôs-lhes então uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância; e ele arrazoava consigo, dizendo: Que farei? Pois não tenho onde recolher os meus frutos. Disse então: Farei isto: derribarei os meus celeiros e edificarei outros maiores, e ali recolherei todos os meus cereais e os meus bens; e direi à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe, regala-te. Mas Deus lhe disse: Insensato, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. E disse aos seus discípulos: Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, nem quanto ao corpo, pelo que haveis de vestir. Pois a vida é mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário. Considerai os corvos, que não semeiam nem ceifam; não têm despensa nem celeiro; contudo, Deus os alimenta. Quanto mais não valeis vós do que as aves! Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Porquanto, se não podeis fazer nem as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como crescem; não trabalham, nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. Se, pois, Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais vós, homens de pouca fé? Não procureis, pois, o que haveis de comer, ou o que haveis de beber, e não andeis preocupados. Porque a todas estas coisas os povos do mundo procuram; mas vosso Pai sabe que precisais delas. Buscai antes o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas. "

Não se preocupe com sua vida, com o que você vai comer e com o que haveis de vestir. Deus vai cuidar de você irmão e irmã. Você não precisa se preocupar com tais coisas nem precisa se preocupar com riquezas e outras coisas. As pessoas sob os cuidados do mundo e que se preocupa com essas coisas. Sua atenção é em como sobreviver hoje e uma vez que este é passado, então em como se tornar rico e adquirir mais coisas. Mas nós não somos iguais. Pertencemos a um Reino diferente. Temos o nosso maravilhoso Deus e Pai que cuida de nós. Para nós, a prioridade máxima e acima de todas as outras não é como viver neste mundo, como sobreviver, como ser rico ou como obter uma casa ou carro mais luxuosos. Em vez disso a nossa principal prioridade é, e deveria ser, Deus e o Seu Reino. "Buscai o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Lucas 12:31) diz a Palavra. Se, contudo, em vez de estar preocupado com a Palavra você está preocupado com os cuidados deste mundo, as riquezas e os desejos de outras coisas, jogar algumas migalhas para Deus (devocionais de 5 minutos e ir à igreja domingo de manhã além de jogar alguns dolares para pacificar o seu consciência), logo em seguida, a semente que uma vez que foi semeada no seu coração vai secar e junto com ela, você. E isso não deve acontecer! Veja aqui o aviso solene de Nosso Senhor:

João 15:1-2
"Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo em mim que não dá fruto, ele tira, e todo ramo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto. "

Também 1 João 2:15-17
"Não ameis o mundo nem as coisas do mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo - os desejos da carne os desejos dos olhos e a soberba da vida - não procede do Pai, mas do mundo. E o mundo está passando, juntamente com seus desejos, mas quem faz a vontade de Deus permanece para sempre. "

Vamos levar este assunto muito a sério e vamos sair das armadilhas dos cuidados, das riquezas e dos desejos de outras coisas. Em relação, ao engano das riquezas e ao desejo por outras coisas: Eu realmente não entendo por que tantas pessoas perseguem as riquezas chamando-as de "prosperidade", quando a Palavra diz:

1 Timóteo 6:7-10
"Porque nada temos trazido para este mundo, e é certo nada poderemos levar dele. Se tivermos comidas e roupas, devemos estar satisfeitos. Mas aqueles que desejam ser ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, por causa disto muitos homens submergem em ruína e perdição. Pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males, e por causa disto alguns se desviaram da fé em sua ganância, e se atormentaram com muitas dores. "

Irmão e irmã: você tem comida e roupas? Se o tiver, então se contente! Você não precisa de mais nada! Mas se você deseja ser rico, se você cobiçar muitas coisas, então você está se dirigindo para uma armadilha. Você não precisa acumular riqueza e bens. Você não pertence a este mundo e nada vai levar dele consigo. Você só precisa de suas necessidades cobertas e para isso você não precisa se preocupar com tudo. Deus lhe deu uma promessa: buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça e o que você precisa será adicionado para você.

Conclusão

Para resumir: somos estrangeiros e peregrinos neste mundo. Este mundo não é a nossa casa como um hino diz. Somos cidadãos do céu, chamados por Deus para ir adiante e trazer frutos. No entanto, a Palavra de Deus que foi semeada em nossos corações tem um inimigo mortal sutil, que pode torná-la estéril. E é chamado de "cuidados da vida, sedução das riquezas e desejos por outras coisas". Muitos de nós estamos preocupados com estas coisas e, apesar da secura e fraqueza que vemos como resultado, realmente não atribuimos o problema a nossa preocupação com as coisas erradas. Também a igreja parece não condenar explicitamente estas duas questões (especialmente os que se relacionam da carga com os cuidados deste mundo). Assim, muitos dos cristãos que enchem as igrejas aos domingos são realmente fracos e secos e como o problema não é revelado abertamente a solução não é dada para ele. Mas isso não tem que ficar assim. Vida cristã significa paz e vida. Lembre-se da alegria, da paz,e da vida que você tinha quando da primeira vez que creu no Senhor. É assim que supostamente você deveria ficar para sempre! E se estes sentimentos não estiverem lá podem voltar. Tudo o que você precisa fazer é mudar as prioridades e buscar a Deus e colocá-lo como sua prioridade máxima, acima de tudo. Deus e Sua alegria não mudaram. Você mudou e é por isso que a alegria se foi. Você precisa ser alimentado com a Palavra, diariamente, em grandes doses, submetendo-se a ela em vez de "ceder" aos cuidados, riquezas e desejos de outras coisas. Então a mudança virá e vai ser muito rápida.

Agora para fechar este artigo, vamos a Hebreus 11:13. Lá, depois do que a Palavra falou em versos precedentes sobre alguns santos do Antigo Testamento que andava na fé, ela diz:

Hebreus 11:13-16
"Todos estes morreram na fé, sem terem alcançado as promessas; mas tendo-as visto e saudado, de longe, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Ora, os que tais coisas dizem, mostram que estão buscando uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela donde haviam saído, teriam oportunidade de voltar. Mas agora desejam uma pátria melhor, isto é, a celestial. Pelo que também Deus não se envergonha deles, de ser chamado seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade. "

Nós, como eles, somos estrangeiros e peregrinos sobre a terra. Para nós, como para eles, há uma pátria diferente do país do nosso passaporte. Há uma mansão construída para nós no céu. Façamos de nossa vida o mais frutífera possível, pois o tempo é curto (a nossa vida - seja anos 70, 80 ou 90 - passa muito rápido Se você está acima de 40 você talvez entender melhor o que quero dizer.). Deixe o final de nossa vida nos encontrar como Paulo diz:

2 Timóteo 4:7
"Combati o bom combate, acabei a [minha] carreira, guardei a fé: Desde agora, está guardada para mim a coroa da justiça que o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda. "

E João 14:2-3
"Na casa de meu Pai há muitas moradas, se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para você. E se eu for e preparar um lugar para você, eu voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estou, estejais vós também ".

 

Anastasios Kioulachoglou