Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

Vai-te e não peques mais: O que o Senhor espera de pecadores perdoados

Em João 8:3-11 nós temos um registro indicativo do grande amor do Senhor, compaixão e perdão para os pecadores. Vamos ler este trecho:

João 8:3-11
“Então os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; e pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. Ora, Moisés nos ordena na lei que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para terem de que o acusar. Jesus, porém, inclinando-se, começou a escrever no chão com o dedo. Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse- lhes: Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos, até os últimos; ficou só Jesus, e a mulher ali em pé. Então, erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém senão a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais.”

Veja o grande amor do Senhor. Ele não quer de modo algum a morte dos ímpios, mas que os ímpios retornem e vivam. Como lemos em Ezequiel 33:11:

Ezequiel 33:11
“Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor Deus, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas sim em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que morrereis, ó casa de Israel?”

Isto é e será o que o Senhor quer sempre. Ele quer que o pecador retorne e se arrependa. Ele não quer sua condenação, sua morte. Isto não quer dizer que Ele seja indiferente ao pecado. Mas para o pecador, ele diz: “Eu não condeno você. O passado é passado. vai, e de agora em diante não peques mais.” Por favor, observe: ele não diz apenas “nem eu te condeno”, mas também “vai-te, e não peques mais.” Portanto, ele espera algo por parte do pecador. Que vá e não peque mais. Que nós sejamos gratos pelo Seu perdão e em vez de considerar como certo e garantido este perdão, sem valorizá-lo suficientemente, que possamos considerá-lo como realmente é: um novo começo e que nos esforcemos para seguir adiante e não pecar mais.

Próxima seção: A verdadeira família de Jesus: "Aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a observam."

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou