Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Sadraque, Mesaque e Abednego (Daniel 3:16-18) (PDF) Edição em PDF

Sadraque, Mesaque e Abednego (Daniel 3:16-18)

Em Daniel 3, lemos acerca de três homens, Sadraque, Mesaque e Abednego. Esses homens, juntamente com Daniel, tinham sido nomeados para posições de autoridade na província de Babilônia (Daniel 2:49). Eram judeus piedosos a quem Deus havia dado "o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria" (Daniel 1:17), e os nomeou para esses cargos de autoridade. Devido à sua posição, eles provavelmente desfrutavam de muitas coisas que não só os judeus, mas também a maioria dos nativos não desfrutavam. No entanto, um dia a situação mudou. O rei Nabucodonosor fez uma imagem de ouro pedindo a todos para adorá-lo. Todos no reino tinham que adorar esta imagem e se alguém desobedecesse, seria queimado no covil de fogo. Assim, Sadraque, Mesaque e Abednego enfrentaram este desafio: Será que eles seguiriam a ordem do rei, defendendo suas vidas, suas bênçãos, suas famílias, suas posições e, em seguida, provavelmente, pediriam "desculpas" a Deus, ou eles obedeceriam à Sua Palavra, nunca curvando-se a esse ídolo? Daniel 3:8-12 nos diz que eles finalmente escolheu a segunda opção. Assim, eles foram trazidos perante o rei, e embora este estivesse muito zangado com eles, decidiu dar-lhes mais uma oportunidade. Como ele disse-lhes:

Daniel 3:15
"Mas se você não a adorardes, sereis lançados imediatamente no meio de uma fornalha de fogo ardente. E quem é o deus que te livrará de minhas mãos?"

Então, Sadraque, Mesaque e Abednego responderam:

Daniel 3:16-18
"Sadraque, Mesaque e Abednego, respondendo, disse ao rei:" Ó Nabucodonosor, não necessitamos de te responder sobre este assunto. Se assim é, o nosso Deus a quem servimos é capaz de nos livrar da fornalha de fogo ardente, ele nos livrará da tua mão, ó rei. Mas se não, sabe, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que erguestes. "

Sadraque, Mesaque e Abednego havia determinado que não iriam de forma alguma adorar esse ídolo. Embora eles soubessem que Deus poderia livrá-los, eles não o consideraram como certo. Eles obedeceram a Deus incondicionalmente, e até mesmo se Ele não os livrasse ("Mas se não") eles ainda não adorariam o ídolo do rei ("deixá-lo ser conhecido a ti, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a estátua de ouro que erguestes "). Como Daniel 3:28 diz:

Daniel 3:28
"... [que] entregaram os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, que não o seu Deus. "

Sua resposta fez o rei mais irritado ainda e a cova de fogo ainda mais quente. Sadraque, Mesaque e Abednego foram imediatamente lançados lá. No entanto, algo inesperado surpreendeu o rei e seus conselheiros: em vez de serem queimados instantaneamente, essas pessoas estavam andando na cova, não sozinhos, mas junto com alguém cuja forma era "como a de um Filho de Deus" (Daniel 3:25)! Imediatamente, o rei mandou tirá-los de lá. Sua resposta está registrado nos versículos 28-30:

Daniel 3:28-30
"Falou Nabucodonosor, dizendo:" Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, que enviou o seu anjo e livrou os seus servos, que confiaram nele, e eles frustraram a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, ao invés de servirem e adorarem algum outro deus senão o seu Deus! Portanto, faço um decreto que qualquer povo, nação ou língua que fale contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego devem ser cortadas em pedaços, e as suas casas sejam feitas um monturo; porque não há outro Deus que possa livrar assim. Então o rei fez prosperar a Sadraque, Mesaque e Abednego na província de Babilônia. "

Às vezes, o nosso foco em passagens como estas estão nas bênçãos e livramento de Deus. E sim, elas devem ter a nossa atenção. No entanto, o que eu gostaria de também apontar neste artigo é a obediência desses três homens, e especialmente o fato de que era incondicional. Realmente, essas pessoas obedeceriam a Deus se Ele os livrasse, mas também se Ele não os livrasse. Aplicando isso para nós, devemos obedecer a Deus incondicionalmente, e decidirmos nos submeter completamente a ele. É a submissão incondicional que é a fonte de nossa obediência. Claro que Deus pode nos livrar, ainda assim nossa obediência não deve ser com base neste ou em qualquer outra condição. Tem que ser incondicional.

Anastasios Kioulachoglou