Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

Romanos 11:22 – A bondade de Deus, se permanecermos nessa bondade

Vamos começar com Romanos 11:19-22. Lemos a respeito de Israel e daqueles que crêem:

“Dirás então: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados [ele quer dizer Israel], e tu pela tua fé estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme; porque, se Deus não poupou os ramos naturais, não te poupará a ti. Considera pois a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; para contigo, a bondade de Deus, SE permaneceres nessa bondade; do contrário também tu serás cortado.

Esta passagem se refere àquelas pessoas que “estão firmes na fé.” Para estas pessoas, para aqueles de nós que se mantêm firmes na fé, a bondade de Deus é sobre nós. Mas isto não é incondicional. A preposição “se”, apresenta claramente uma condicional. Qual condição? Que permaneçamos em sua bondade. Se abandonamos esta bondade e não mais continuamos com Deus, então a resposta que a Palavra nos dá é clara: também seremos cortado.

Também está claro pelo que Paulo fala em 2 Coríntios 13:5 que é possível chegar a um limite de fé, onde a fé pode ter se exaurido, e alguém não mais esteja permanecendo na fé:

2 Coríntios 13:5
“Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.”

Baseado nisto fica evidente que um Cristão pode não permanecer na fé, isto é, ele pode ter implícita ou explicitamente se desviado da sua fé. Se não houvesse esta possibilidade, não haveria razão para Paulo dizer que deveríamos provar a nós mesmos quanto a verificar se permanecemos ou não em fé. Talvez seja por isso que nós o encontramos junto com Barnabé em Atos 14:22 fazendo o seguinte:

“E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia, confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.”

Não haveria razão para os apóstolos exortar os crentes a perseverarem na fé, se não houvesse possibilidade de não mais perseverar, interromper ou se desviar da fé. Sendo assim é possível que um crente cuja fé tenha sido interrompida, não mais permaneça na bondade de Deus. O que acontecerá neste caso? Romanos 11:22 nos dá a resposta de maneira muito clara: esta pessoa será cortada.

Jesus disse exatamente o mesmo para aqueles que não permanecessem Nele:

João 15:1-2, 6
“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor. Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta;... Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas.”

Então ser “cortado” não é alguma coisa impossível, como várias pessoas nos fizeram acreditar, mas uma grave possibilidade que pode se tornar real para aquele que não mais permanecer na videira, segundo as palavras de João, ou não tiver perseverado em sua fé, apartando-se de sua bondade, nas palavras de Paulo.

Próxima seção: Colossenses 1:21-23 – santos e irrepreensíveis, se permanecermos na fé

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou