Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

O tempo verbal Presente em Grego. Uma demonstração utilizando João 3:16

João 3:16 é talvez uma das passagens bíblicas mais frequentemente citadas, especialmente no que se refere a salvação. Aqui está a passagem em seu contexto:

João 3:14-18
“E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”

Três vezes nos cinco versículos acima nós encontramos a frase: “para que todo aquele que nele crê”, seguida de uma maravilhosa promessa. Mencionando o versículo mais popular desta passagem, João 3:16, nós aprendemos que “todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Note que a palavra “crer”está utilizada aqui no tempo presente do indicativo, denotando alguma coisa que é uma realidade agora. Muitos no entanto lêem esta passagem como se dissesse “todo aquele que nele acreditou,” ou seja, como um fato já ocorrido no passado. Isto obviamente não é o que a passagem diz. Esta passagem assim como aquelas vistas no primeiro capítulo deste estudo estão no tempo presente. Portanto ela fala de alguma coisa que está acontecendo agora, sobre um presente, um estado ativo, e não sobre alguma coisa que aconteceu uma vez no passado. Elas falam sobre uma realidade presente, ao invés de uma história no passado.

Na verdade é preciso mencionar aqui alguns fatos com relação ao tempo verbal presente na língua grega. O website http://www.ntgreek.net/present.htm tem uma enorme quantidade de informações sobre este assunto com muitas referências e exemplos. A conclusão básica (Você pode verificar isso no exemplo acima ou em outros sites acadêmicos similares) é a seguinte: a princípio como uma regra, o tempo presente no grego arcaico denota duração, continuidade. Também pode denotar alguma coisa que ocorre atualmente no presente e pode não acontecer novamente. Mas esta é uma exceção a regra e se torna bastante óbvia de acordo com o contexto em que se insere. A regra é que o tempo presente de um verbo denota sentido de continuidade, duração, isto é, denota alguma coisa que possui durabilidade, constância.

As promessas de João 3:14-18 não são de forma alguma para pessoas que creram uma vez em suas vidas, e de repente se afastaram sem retornarem à fé. Ao contrário, as promessas são para aqueles que crêem agora, no presente, e continuam crendo.

Entender que o tempo verbal presente na língua grega traz o sentido de continuidade, duração, isto é, que indica uma ação que continua acontecendo, pode realmente revolucionar o modo como entendemos muitas passagens. Minha sugestão seria a seguinte: sempre que você verificar na Palavra o tempo presente ( “acredita”, “perdoa” etc.) substitua esta palavra pela expressão “continua” + verbo principal no gerúndio (por exemplo: “continua acreditando”, “continua perdoando” etc.) Isto talvez mude a sua forma de ler muitas passagens.

Próxima seção: Os ensinamentos dos evangelhos, incluindo as "palavras duras", são para nós?

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou