Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

O que devemos fazer agora? Servir ao Senhor!

Fechando este estudo a pergunta que surge é: E agora, o que faço? primeira coisa que eu acredito que você deve fazer é apanhar a sua Bíblia e começar a ler cuidadosamente os evangelhos e as epístolas e Apocalipse, sem a visão de igrejas e doutrinas ditando para você o que vimos neste estudo. Como os Beréios verificavam nas Escrituras o que Paulo pregava, da mesma maneira você deve fazer com relação ao material apresentado neste estudo.

Além disso, eu gostaria de apresentar como uma conclusão o seguinte a você: O Senhor é chamado Senhor porque Ele é o Mestre, O Chefe, aquele que está no comando. Por outro lado, nós somos Seus servos, tendo em vista que O fizemos nosso Senhor. De fato, a palavra servo no Novo Testamento tem mais um sentido de um escravo, isto é, significa alguém que é completamente devotado em fazer a vontade do Seu Senhor. Como nos fala Romanos 6:20-23:

Romanos 6:20-23
“Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres em relação ã justiça. E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? pois o fim delas é a morte. Mas agora, libertos do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.”

Antes acreditávamos que éramos escravos do pecado. Mas depois de crer e sermos libertados do pecado, nos tornamos escravos de Deus. Isto não está reservado para pessoas especiais que fazem um compromisso especial com o Senhor, mas a todos aqueles que fizeram de Jesus o seu Senhor. Ao fazermos Dele nosso Senhor, nos fizemos simultaneamente servos deste Senhor. E aqui está o que o Senhor nos diz a respeito daqueles que O servem, guardando a Palavra do Senhor e em Seus mandamentos:

João 12:26
“Se alguém me quiser servir, siga-me; e onde eu estiver, ali estará também o meu servo; se alguém me servir, o Pai o honrará.

João 14:21
“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

João 14:23
“Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me amar, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos a ele, e faremos nele morada.”

Falando daqueles que O servem, e permanecem naquilo que Ele, o Senhor, diz, (Sua Palavra, os Seus mandamentos, o que o Senhor manda): “E meu Pai o amará”, “o Pai o honrará.” “Eu o amarei e me manifestarei a ele”, “e viremos a ele e faremos nele morada.” Meu Deus!!! A frase “ter amizade com Deus ou ser amigo de Deus” acabou sendo utilizada como um clichê, uma frase que ouvimos incontáveis vezes mas cujo sentido fica vago. Mas o que lemos aqui NÃO é nada vago. A vida cristã significa verdadeiramente ser amigo de Deus e ter o Pai e o Filho fazendo morada em nós. Ter o Filho se manifestando a nós esta é a definição exata deste companheirismo. Isto não é nada abstrato mas é alguma coisa que vai efetivamente acontecer. Mas, a quem isto vai acontecer? Àqueles que servem a Deus e cumprem Sua Palavra e Sua vontade. Se não nos importamos com sua vontade, se não nos consideramos escravos do Senhor, mas meros “crentes” que desempenham um papel de escravos do pecado, então não haverá tal amizade. O Senhor é muito claro: aqueles que O amam são aqueles que guardam os Seus mandamentos, Sua Palavra. Aqueles que não guardam a Sua Palavra não O amam, e o Senhor NÃO se manifestará.

E depois disto, o que nós devemos fazer? Nós devemos fazer um compromisso com Jesus, para sermos Seus servos fiéis, seja como for, custe o que custar, vivendo nossas vidas não mais como escravos do pecado, mas como escravos de Deus.

Para evitar mal entendidos: isto não significa sair correndo como galinhas em pânico fazendo tudo o que vier a cabeça como sendo a vontade de Deus. Ao invés disto, buscar fazer a vontade de Deus significa verificar a Sua Palavra e descobrir o que Ele deseja que façamos e ao mesmo tempo estar sintonizados com Ele para ouvir mais instruções e mandamentos do nosso Senhor interiorizado, do Espírito Santo que habita em nós. Tais mandamentos e instruções, se vierem do Senhor, nunca violarão a Palavra do Senhor, mas nos darão direção e sabedoria para coisas específicas que Deus deseja para nós e que não estejam descritas em detalhes na Bíblia.

Veja aqui um exemplo da instrução que Paulo recebeu para ir e pregar a Palavra na Macedônia. Ele e seu grupo estavam buscando a Deus para saber onde ir e o Senhor deu-lhes este mandamento, através do Espírito Santo (Atos 16:6-10). Então, como escravos do senhor, prosseguiremos em fazer a vontade do Senhor. É o trabalho do Senhor chamar seus servos e o trabalho dos servos estar sintonizados com o Senhor, de modo que, quando Ele os chamar, eles imediatamente reajam, prosseguindo em realizar a sua vontade.

Nós sabemos a vontade de Deus como está escrita na Bíblia? Nós estamos sintonizados com o Senhor para receber mais instruções Dele quanto ao que deseja que façamos? Nós fizemos um compromisso para seguir o Mestre custe o que custar? Se ainda não, façamos isto agora.

Próxima seção: O tempo verbal Presente em Grego. Uma demonstração utilizando João 3:16

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou