Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Na província dos Gadarenos (PDF) Edição em PDF

Na província dos Gadarenos

Em Mateus 8:28-34 lemos sobre uma breve visita do Senhor ao país dos Gadarenos:

Mateus 8:28-34
“E, tendo chegado ao outro lado [isto é, do lado oposto de Cafarnaum é onde ele estava segundo Mateus 8:5-27] à província dos Gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho. E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? E andava pastando distante deles uma manada de muitos porcos. E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos. E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas. Os porqueiros fugiram e, chegando à cidade, divulgaram tudo o que acontecera aos endemoninhados. E eis que toda aquela cidade saiu ao encontro de Jesus e, vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos.

Jesus veio à província dos Gadarenos. Ele amava aqueles Gadarenos como Ele ama a qualquer homem sobre a terra. Então ele veio, mesmo sem ser convidado. Ele deixou Cafarnaum e foi à província deles. Ele iniciou Sua visita liberando dois endemoninhados. Embora alguém possa dizer que isto foi um grande início, aqui está a reação dos Gadarenos: “e, vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos”! O Messias veio estar com eles. E ainda assim toda a cidade veio para fora mesmo antes que Ele pudesse entrar, implorando para que Ele os deixasse. O motivo? Eu creio que foi pela perda dos porcos. Eles talvez estivessem com medo que esta “perda” se repetisse. Entre o Filho de Deus e seus impuros “porcos” os Gadarenos escolheram os porcos. O Filho de Deus os deixou.

Existem coisas hoje em dia pelas quais você diga: por favor, Senhor, fique longe disto. “Isto não é da Sua conta”, porque você teme o que Ele possa fazer? Existe “porcos” que você prefira tê-los escondidos que permitir a visita do Senhor? Não seja como os Gadarenos. Paulo em Filipenses 3:4-6 dá seu curto Currículo a respeito de suas realizações pré Cristã:

Filipenses 3:4-6
“Ainda que também pudesse confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível.”

Paulo estava de acordo com a justiça que era a Lei. Irrepreensível! Não muitos homens poderiam dizer isto. Mas ele podia. E ainda… aqui está a conclusão sobre essas “façanhas”:

Filipenses 3:7-14
“Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte; Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dentre os mortos. Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Paulo sofreu a perda de tudo. De um homem muito respeitado na sociedade e no ciclo religioso, ele foi de cidade em cidade, pregando o evangelho com grandes perseguições de seu próprio povo. Sua vida foi muitas vezes colocada em jogo. E ainda assim ele julgava todas suas proezas como escória em comparação com o conhecimento de Cristo. Ele buscava, como ele diz, não as coisas que passaram, mas que estão adiante dele, prosseguindo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Esta é nossa escolha também, ou mandamos o Senhor embora, como os Gadarenos fizeram?

Anastasios Kioulachoglou