Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

Hebreus 10:23-29, 35-39: se voluntariamente continuarmos no pecado, se todos recuarem.

Continuando em Hebreus, nós encontramos mais uma forte advertência em Hebreus 10. Vejamos o que diz:

Hebreus 10:23-29, 35-39
“retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa; e consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários. Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas; de quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do pacto, com que foi santificado, e ultrajar ao Espírito da graça? ... Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.

Novamente três questões fundamentais, cuja resposta é clara no texto:

i) Esta passagem, que é especialmente uma forte advertência, se refere a crentes? A resposta é sim: ela fala sobre pessoas que foram santificadas com o sangue da promessa e sem dúvida, estas pessoas só podem ser cristãs. Como 1 Coríntios 6:9-11 diz, falando a Cristãos:

“Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E tais fostes alguns de vós; mas fostes lavados, mas fostes santificados, mas fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.”

Santificação e perdão são reservados àqueles que crêem, e os meios de alcançá-los é através do “sangue da promessa” (Mateus 26:28).

ii) Agora, é possível que alguém que tenha sido santificado com o sangue da promessa, o sangue de Cristo, retroceder e então passar a considerar o mais precioso sangue como comum, colocando embaixo dos seus pés o Filho de Deus, e insultando o Espírito Santo? É possível para alguém que uma vez creu “retroceder”? Está claro pela passagem acima e por outras passagens que vimos até agora que isto é realmente possível.

iii) A próxima pergunta é: a salvação é o que aguarda aqueles que embora tenham sido santificados pelo sangue da aliança, mas depois o consideraram comum, e retrocederam? Bem, é óbvio a partir deste texto que a resposta é negativa.

Além disso, eu também quero pontuar o seguinte trecho da passagem:

“Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários.”

Um pouco adiante vamos falar mais a respeito do pecado, e quando alguém está realmente fora da fé. Mas, para dar agora uma resposta curta a este respeito, ela talvez esteja expressa na passagem que diz “se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade.” Pecar voluntariamente não é um ato único, isolado, um episódio na vida de fé, que está se esforçando na retidão. Ao contrário, significa uma vida que vive a prática do pecado, uma vida que habitualmente, e como forma de viver, peca, apesar do conhecimento da verdade. Esta negligência habitual e voluntária de tudo aquilo que sabemos que diz a Palavra de Deus, é mortal, e tal pessoa deveria arrepender-se imediatamente, ao invés de descansar numa falsa garantia de salvação.

Próxima seção: Interpretar mal Hebreus 6 e Hebreus 10

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou