Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Ele não está distante (PDF) Edição em PDF

Ele não está distante

Este artigo é sobre a presença de Deus em nossas vidas e Sua comunicação conosco. Referente à Sua presença, Atos 17:27-28 nos diz:

Atos 17:27-28
"Para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós; Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos."

Às vezes achamos que Deus está… lá em cima, e entre Ele e nós há um tremendo abismo. Contudo, não é assim que acontece. Conforme está clara em Sua palavra: o senhor está perto de cada um de nós e Nele vivemos, e nos movemos e existimos. Em outras palavras, onde quer que você esteja agora, o senhor está aí também. Bem perto de você, AGORA.

1. 1 Coríntios 2

Referente ao tópico da presença de Deus e Sua comunicação conosco, em 1 Coríntios 2 lemos:

1 Coríntios 2:9-12
"Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus."

É impossível saber algo de Deus sem ter Seu espírito. Sem Seu espírito nós seríamos completos ignorantes de sua existência. Contudo, louve a Deus por isto não acontecer. A fim de que não sejamos ignorantes, Deus nos deu Seu espírito para que saibamos das coisas que Ele nos agraciou. Conforme o Senhor disse em outro texto:

João 15:26, 16:13-15
"Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim…Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar."

O consolador, o espírito da verdade, está aqui hoje. Está em cada um de nós que crê que Jesus é o Senhor e Deus o ressuscitou dos mortos (Romanos 10:9-10). Foi dado a nós para dizer as coisas que virão – glorificar o Senhor e conduzir-nos pela verdade. Isto não é uma suposição, algo que talvez possa acontecer. É algo que ACONTECE! É a realidade de cada crente que nasceu de novo e que caminha na amizade com Deus. Voltando novamente à 1ª carta aos Coríntios nós lemos:

1 Coríntios 2:16
"Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo."

e novamente em Isaías:

Isaías 54:13
"E todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e a paz de teus filhos será abundante."

e Filipenses 2:13 continua:
"Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade."

Temos a mente de Cristo! Somos ensinados pelo Senhor. É Deus quem opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo sua boa vontade.

Resumindo acima: O Senhor tem dado Seu espírito para comunicar conosco. Este espírito está aqui HOJE. Está em cada crente que nasceu de novo, e tem sido dado para saibamos o que Deus tem preparado para nós. Já não somos ignorantes. Nós temos agora o consolador, a promessa do Pai que veio nos guiar em toda verdade e nos dizer coisas que estão por vir.

2. A voz mansa e delicada

Deixando por um momento o Novo Testamento, iremos a 1 Reis 19. Aí encontraremos Elias, um profeta de Deus, o qual estava sendo perseguido por Jezebel, caminhou por muitos dias até chegar finalmente ao monte Horeb. Lá o Senhor o encontrou e versículos 9-13 nos diz:

1 Reis 19:9-13
"E ali entrou numa caverna e passou ali a noite; e eis que a palavra do SENHOR veio a ele, e lhe disse: Que fazes aqui Elias? E ele disse: Tenho sido muito zeloso pelo SENHOR Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada, e só eu fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem. E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o SENHOR. E eis que passava o SENHOR, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do SENHOR; porém o SENHOR não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o SENHOR não estava no terremoto; E depois do terremoto um fogo; porém também o SENHOR não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias?"

Às vezes pensamos que Deus só pode ser encontrado em ocorrências imprevisíveis da vida, nos “terremotos e incêndios”. Ignoramos que talvez Ele esteja nas coisas rotineiras de cada dia. É claro que haverá momentos especiais em nossas vidas. Ainda assim o Senhor não está apenas nesses momentos. Para o crente que caminha na amizade com Deus, sua mente é a mente de Cristo. Assim lemos em 1 Coríntios 2:16.

1 Coríntios 2:16
"Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo."

Temos a mente de Cristo! Esta mente não trabalha somente às vezes, nem sua função é ligada a “terremotos e incêndios”. Cristo não está em um lugar onde não possa ser encontrado. Ele está em nós. Aos estarmos unidos a Ele, Sua mente se torna nossa mente e seus pensamentos, nossos pensamentos. Assim como vemos em Filipenses:

Filipenses 2:13
"Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade."

Deus opera em nós para fazermos a Sua boa vontade. Não precisamos nos esforçar para ouvi-lo. Mas precisamos estar na companhia Dele. Precisamos permitir que Cristo “more em nossos corações pela fé” (Efésios 3:17) para que possamos compreender “qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.” (Efésios 3:18-19).

3. "Que Cristo possa morar em nossos corações"

Conforme vimos acima, Deus nos tem dado Seu espírito e temos a mente de Cristo. Contudo, o fato de termos a mente de Cristo não significa que a colocamos em uso. Da mesma forma podemos dizer que o fato de termos o Espírito Santo não significa que caminhamos pelo espírito. Isto se torna evidente pelas muitas admoestações da Palavra de Deus sobre o caminhar pelo espírito, a nova criatura e não caminhar pela carne. De fato, em Efésios 3:14-19 – uma epístola cujo primeiro verso deixa claro que se refere aos crentes (“aos santos que estavam em Éfeso e fieis em Cristo Jesus”) – nós lemos:

Efésios 3:14-19
"Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome, para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior; para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.”

Apesar do fato de Paulo estar falando “aos santos e fiéis em Cristo Jesus”, ele ainda ora para que Cristo possa morar em seus corações. Isto por sua vez significa que o fato de que alguém seja crente não implica automaticamente que Cristo more em seu coração, exatamente como o fato de alguém ter o espírito Santo não o faz automaticamente uma pessoa espiritual (veja por exemplo 1 Coríntios 3: 3-4). Conforme a Palavra diz em Romanos 8:

Romanos 8:5
"Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito."

O seu pensar depende de como você vive. Não podemos viver de acordo com a carne e ao mesmo tempo ter nossas mentes voltadas às coisas do espírito. Continuando em Romanos 8:

Romanos 8:6-8
“Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus."

Aqueles que vivem de acordo com a carne, têm a mente da carne e tudo que é da carne é inimiga de Deus. Vida e paz apenas somente àqueles que têm o espírito, e também têm a mente do espírito. E como nos diz Romanos novamente:

Romanos 8:9-10
"Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus HABITA em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça."

Se o espírito de Deus HABITA em nós, então não estamos na carne. O fato de Jesus habitar em nossos corações é que nos traz vida, paz e todas as coisas que compõe o fruto do espírito (veja Gálatas 5). De volta a Romanos 8:

Romans 8:12-14
"De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. "

Com o que vimos anteriormente, nosso objetivo não é duvidar de nossa estada em Cristo. O que queremos, contudo, é deixar claro que vida, paz e comunicação com o Senhor não é resultado da existência apenas de partes mecânicas (espírito) ou mesmo de conhecimentos apurados sobre essas partes. Também requer que Cristo habite em nossos corações, a mente do espírito. O Senhor não está interessado apenas que recebamos o espírito, mas que caminhemos pelo espírito. A comunicação com o Senhor não devia ser pensada como comunicação de duas partes separadas. Creio que não tem importância “quantas palavras” alguém já escutou de Deus, mas também a unidade que alguém tem com Ele. Assim como a unidade com Cristo é concretizada, nosso coração terá Cristo, nossa mente será a mente e Cristo e nosso pensamento será Seu pensamento. Neste caso, já não falamos de uma simples comunicação – que possa existir mesmo entre duas partes que não tenham uma relação real uma com a outra – mas de algo muito mais profundo, algo que inclui comunicação: falamos de relação. É dentro deste quadro que eu creio que alguém deveria ver a comunicação com Deus e que seja concretizado naturalmente e sem esforço algum.

Anastasios Kioulachoglou