Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Tentação: Deus nos testa com o mal? (PDF) Edição em PDF

Tentação: Deus nos testa com o mal?

Começando com este artigo, eu gostaria de lidar com a tentação, suas fontes e a maneira de enfrentá-la. Por tentação aqui quero dizer as armadilhas e conspirações que, de uma forma ou de outra têm como objetivo arrancar alguém da fé ou torná-lo "inativo", infrutífero. As provações, portanto, a que esse artigo se refere são conspirações contra a fé. Estas não são provas feitas com boas intenções, para verificar e melhorar aquele que recebe a prova, como as provas que os professores dão aos seus alunos e os pais a seus filhos. Ao contrário, as tentações e provas a que nos referimos neste artigo são armadilhas cuja finalidade é a destruição dos que caem nelas.

Por que eu digo isso? Porque há muitos que jogam no mesmo balde todos as conspirações (má intencionadas e bem intencionadas) e atribuem todos eles, sem qualquer distinção, a Deus! Assim, de acordo com esta visão: alguém teve um acidente de carro? O Senhor o prova! Alguém é perseguido por sua fé? O Senhor o prova. Alguém caiu numa armadilha por causa de seus desejos carnais? Novamente o Senhor o prova e coloca isso em seu caminho! Essa visão é totalmente anti-bíblica e, portanto, inaceitável. Isso também tem resultado em difamar Aquele que "amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16) e em culpá-lo por qualquer provação e tentação que pode vir através de nosso caminho. Quem realmente quer ter um relacionamento com tal Deus supostamente contraditório, que, por um lado, dá o Seu Filho para o povo e, de outro tenta com várias coisas más as mesmas pessoas a quem ele supostamente tanto ama? Mas contraditório e bizarro são esses pontos de vista e não Deus, que nos é revelado na Bíblia muito claramente:

Tiago 1:13
Ninguém, sendo tentado, diga: por Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.

Quantos Deus tenta com o mal? O que a Bíblia, Sua Palavra, nos diz? NENHUM!

Deus prova o Seu povo? Sim, mas não com o mal. Em vez disso Ele nos prova como professor testa seus alunos e como um pai a seus filhos. Veja por exemplo o seguinte teste de Jesus a Filipe, um dos 12:

“Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem? Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer. Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco. E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil.”

Jesus não fez a pergunta a Filipe porque não soubesse a resposta. Ao contrário, ele o estava testando através desta pergunta. A palavra grega traduzida como "teste" aqui é a mesma palavra grega que em quase todos os outros lugares é traduzido como "tentar". Mas obviamente isso não foi uma tentação como tal. Em vez disso, era um teste feito como que por um professor, que Jesus é, faz para os seus discípulos. Ele pedia-lhes algo, não necessariamente porque ele não sabia a resposta, mas porque ele queria saber se eles sabiam disso! É um teste que é feito com boas intenções e não um experimento cuja finalidade é prejudicar. Tais testes, tipo de testes de pai para filho e professor para aluno são os testes que Deus nos dá. A propósito, como é óbvio a partir das respostas, Filipe e André não passaram no teste.

 

Anastasios Kioulachoglou