Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Davi e Golias (PDF) Edição em PDF

Davi e Golias

A primeira aparição em público de Davi após sua consagração de Samuel, é dada em 1 Samuel 17. Lá, iniciando do versículo 1, lemos:

I Samuel 17:1-10
“E os filisteus ajuntaram as suas forças para a guerra e congregaram-se em Socó, que está em Judá, e acamparam-se entre Socó e Azeca, no termo de Damim. Porém Saul e os homens de Israel se ajuntaram e acamparam no vale do carvalho, e ordenaram a batalha contra os filisteus. E os filisteus estavam num monte de um lado, e os israelitas estavam num monte do outro lado: e o vale estava entre eles. Então saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça de escamas; e era o peso da couraça de cinco mil siclos de bronze. E trazia grevas de bronze por cima de seus pés, e um escudo de bronze entre os seus ombros. E a haste de sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança de seiscentos siclos de ferro, e diante dele ia o escudeiro. E parou, e clamou às companhias de Israel, e disse-lhes: Para que saireis a ordenar a batalha? Não sou eu filisteu e vós servos de Saul? Escolhei dentre vós um homem que desça a mim. Se ele puder pelejar comigo, e me ferir, a vós seremos por servos; porém, se eu o vencer, e o ferir, e então a nós sereis por servos, e nos servireis. Disse mais o filisteu: Hoje desafio as companhias de Israel, dizendo: Dai-me um homem, para que ambos pelejemos”.

Embora Israel estivesse muitas vezes no passado em guerra com os filisteus, este parecia ser um caso diferente. A razão é porque, em vez de uma luta ordinária, os filisteus criaram Golias, um homem pesadamente armado com habilidades físicas incomuns, que estava ameaçando Israel, pedindo um homem para lutar com ele. A reação de Israel a este propósito é dada no versículo 11:

I Samuel 17:11
“Ouvindo então Saul e todo o Israel estas palavras do filisteu, espantaram-se, e temeram muito.”

Esta reação foi muito contrastante para o que Deus havia prometido em Sua Palavra para casos similares. Por exemplo, Levítico 26:3, 7-8 e Josué 23:9-11 nos dizem.

Levítico 26:3, 7-8
“Se andardes nos meus estatutos, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, então perseguireis os vossos inimigos, e cairão à espada diante de vós. Cinco de vós perseguirão a um cento deles, e cem de vós perseguirão a dez mil"

Também Josué 23:9-11 nos diz:
“Pois o Senhor expulsou diante de vós grandes e fortes nações; e, quanto a vós, ninguém vos tem podido resistir, até o dia de hoje. Um só homem dentre vós perseguirá a mil; pois é o Senhor vosso Deus que peleja por vós, como já vos tem falado. Portanto, guardai diligentemente as vossas almas, para amardes ao Senhor vosso Deus.”

A promessa de Deus era que se eles caminhassem com Ele, somente um deles seria o suficiente para caçar milhares, e “cem de vós perseguirão a dez mil”. Não obstante, o que nós vemos aqui é o oposto exato: um filisteu coloca toda Israel para perseguir! Felizmente, a estória não para aqui:

I Samuel 17:12, 16-23
“E Davi era filho de um homem efrateu, de Belém de Judá, cujo nome era Jessé, que tinha oito filhos; ....... Chegava-se, pois, o filisteu pela manhã e à tarde; e apresentou-se por quarenta dias. E disse Jessé a Davi, seu filho: Toma, peço-te, para teus irmãos um efa deste grão tostado e estes dez pães, e corre a levá-los ao arraial, a teus irmãos. Porém estes dez queijos de leite leva ao capitão de mil; e visitarás a teus irmãos, a ver se vão bem; e tomarás o seu penhor. E estavam Saul, e eles, e todos os homens de Israel no vale do carvalho, pelejando com os filisteus. Davi então se levantou de madrugada, pela manhã, e deixou as ovelhas com um guarda, e carregou-se, e partiu, como Jessé lhe ordenara; e chegou ao lugar dos carros, quando já o exército saía em ordem de batalha, e a gritos chamavam à peleja. E os israelitas e filisteus se puseram em ordem, fileira contra fileira. E Davi deixou a carga que trouxera na mão do guarda da bagagem, e correu à batalha; e, chegando, perguntou a seus irmãos se estavam bem. E, estando ele ainda falando com eles, eis que vinha subindo do exército dos filisteus o homem guerreiro, cujo nome era Golias, o filisteu de Gate; e falou conforme àquelas palavras, e Davi as ouviu.

Davi acabara de chegar à batalha, para ver seus irmãos. Lá, conforme ele falava com eles, ele viu Golias ameaçando Israel por mais uma vez. Tanto ele quanto o povo de Israel ouviram o que Golias disse. No entanto, eles não responderam da mesma forma. O versículo 24 nos diz:

I Samuel 17:24
“Porém todos os homens em Israel, vendo aquele homem, fugiram de diante dele, e temiam grandemente.

Como se pode ver, as pessoas continuavam a reagir temerosamente e aterrorizadas com Golias. Mas isto não era verdade para Davi. Nos versículos 25-27 nós lemos:

I Samuel 17:25-27
"E diziam os homens de Israel: vistes aquele homem que subiu? Pois subiu para afrontar a Israel; há de ser, pois, que, o homem que o ferir, o rei o enriquecerá de grandes riquezas, e lhe dará a sua filha, e fará livre a casa de seu pai em Israel. Então falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem, que ferir a este filisteu, e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos de Deus vivo? E o povo lhe tornou a falar conforme àquela palavra dizendo: Assim farão ao homem que o ferir."

Tanto Davi quanto o povo ouviram e viram as mesmas coisas. Contudo, sua resposta a eles era inteiramente diferente. Assim, enquanto o povo estava olhando para o problema e o avaliava de acordo com o que via e ouvia, Davi esta olhando para a Palavra de Deus e avaliava o problema de acordo com esta Palavra. Por isso, enquanto o povo perguntava “quem somos nós em comparação a Golias?”, Davi perguntava “quem é Golias em comparação a Deus?” Não é portanto o que nós vemos mas como nós avaliamos o que nós vemos. Nós avaliamos como Israel, i.e., usando nossos cinco sentidos, a “realidade” aparente, ou nós avaliamos como Davi fez, i.e., usando a Palavra de Deus, a verdade, conforme o padrão?

As palavras de Davi causaram tanta impressão às pessoas que elas relataram-nas a Saul, que então chamou por Davi:

I Samuel 17:31-37
“E, ouvidas as palavras que Davi havia falado, as anunciaram a Saul, que mandou chamá-lo. E Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá, e pelejará contra este filisteu. Porém Saul disse a Davi: Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda é moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade. Mas Davi disse a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho, eu saía após ele e o feria, e livrava-a da sua boca; e quando ele se levantava contra mim, lançava-lhe mão da barba, e o feria e o matava. Assim feria o teu servo o leão, como o urso; assim será este incircunciso filisteu como um deles; porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo. Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu. Então disse Saul a Davi: Vai, e o Senhor seja contigo.”

Como pode ser visto, entre Davi e Saul havia as mesmas diferenças em avaliar a situação conforme aquelas que nós vimos entre Davi e o povo. Assim para Saul, Davi era incapaz de lutar contra Golias. A razão? Os fatos físicos: Davi era somente um garoto, um pastor de ovelhas. Como então ele poderia ter qualquer chance contra tal guerreiro armado e experiente como Golias?

Por outro lado, Davi não somente acreditava que ele poderia lutar contra Golias, mas também estava certo de que venceria. A razão? O poder de Deus e as promessas de Sua Palavra. Como poderia Golias realmente ter qualquer chance contra Deus e o Seu poder?

Portanto tanto Saul quanto Davi tinham razões para acreditar no que eles acreditavam. O primeiro tinha razões físicas, enquanto o último tinha razões espirituais. O primeiro estava olhando para os fatos físicos (armas, altura, experiência), enquanto o último para os fatos espirituais (promessas da Palavra de Deus). O primeiro estava tremendo de medo, enquanto o último estava cheio de coragem. Os versículos que seguem nos dizem quem destes dois estava certo e quem estava errado:

1 Samuel 17:40-51
E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e pô-los no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão, e lançou mão da sua funda; e foi aproximando-se do filisteu. O filisteu também vinha se aproximando de Davi; e o que lhe levava o escudo ia adiante dele. E, olhando o filisteu, e vendo a Davi, o desprezou, porquanto era moço, ruivo, e de gentil aspecto. Disse, pois, o filisteu a Davi: Sou eu algum cão, para tu vires a mim com paus? E o filisteu pelos seus deuses amaldiçoou a Davi. Disse mais o filisteu a Davi: Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo. Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. Hoje mesmo o Senhor te entregará na minha mão, e ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça, E os corpos do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; e toda a terra saberá que há Deus em Israel; E saberá toda esta congregação que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão. E sucedeu que, levantando-se o filisteu, e indo encontrar-se com Davi, apressou-se Davi, e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu. E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra. Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão. Por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; Golias, o filisteu que por quarenta dias fizera toda a Israel tremer, foi derrotado por um jovem garoto cuja arma física era... uma atiradeira e cinco pedras lisas. No entanto, Davi não foi para esta luta baseado em suas armas físicas. Conforme ele disse para seu oponente no versículo 45: “Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo [armas físicas]; porém eu venho a ti em nome do Senhor dos exércitos”.

Sim, Golias estava fortemente armado. Sim, ele era muito forte. Mas e então? Ele era mais forte do que o Senhor dos exércitos? Ele era mais poderoso do que Ele? Eu penso que não. A questão portanto não é se nós temos os meios físicos para encarar uma situação, mas se nós acreditamos que Alguém tem o poder e as armas para encarar qualquer situação: o Senhor dos exércitos. Esta arma está lá esperando por nós. Ela estava lá por Israel todos os dias que eles estivessem tremendo de medo. Contudo, eles, em vez de acreditar Nele, estavam procurando salvação através da “lança e espada”, e quando eles não puderam encontrá-la eles ficaram aterrorizados. Conforme nos diz Provérbios 18:10:

Provérbios 18:10
Torre forte é o nome do Senhor; a ela correrá o justo, e estará em alto refúgio”.

Nossa forte fortaleza é o Senhor. Somente Nele há a segurança verdadeira. Também portanto ou nós vamos até ele conforme Davi fez, ou nós estamos procurando por mais algum lugar por segurança, conforme disse Israel. Conforme diz Jeremias 17:5-8:

Jeremias 17:5-8
“Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável. Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja confiança é o Senhor. Porque ele deve será como a pedra plantada junto às águas, que estende suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde, e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto. "

Anastasios Kioulachoglou