Verdades Bíblicas
Inscreva-se

As formas de tentação na parábola do semeador (PDF) Edição em PDF

As formas de tentação na parábola do semeador

Tendo visto no artigo "Os meios e as formas de tentação" as formas que a tentação pode tomar (especialmente as provações mediante aflições e perseguições e as armadilhas em obedecer aos desejos do velho homem, a carne), também podemos ver essas categorias em ação na parábola do semeador. Há duas categorias na parábola do semeador que, apesar de terem ouvido e recebido a Palavra não produzem o fruto desejado. E a pergunta é por quê?

1.Tentação na segunda categoria da parábola do semeador

Em relação à segunda categoria da parábola do semeador, Mateus 13:20-21 e Lucas 8:13 nos diz o seguinte:

Mateus 13:20-21
"Mas aquele que recebeu a semente em terreno pedregoso, este é o que ouve a palavra e logo a recebe com alegria;" Mas não tem raiz em si mesmo, e dura apenas por um tempo. Pois quando a tribulação ou perseguição por causa da palavra surge, logo se ofende ".

Lucas 8:13
"Mas os sobre a pedra são aqueles que, quando ouvem, recebem a palavra com alegria; e estes não têm raiz, acreditam por um tempo e no tempo da tentação se desviam."

Como podemos ver, as pessoas desta categoria ouviram a Palavra e, inicialmente, receberam com alegria! Em outras palavras, eles estavam muito entusiasmados com a Palavra. Mas, então, a tentação, o julgamento, veio, e sua forma foi tribulação e perseguição por causa da Palavra, ou seja, por causa da palavra estas pessoas foram perseguidas. E ali eles perderam o jogo. Em vez de perseverar, se firmando na Palavra que tinham inicialmente, com tanta alegria, recebido, eles recuaram e caíram fora. Se você é um jovem crente cheio de zelo por Deus: embora possa parecer que o diabo não está em torno de você, isso não vai durar para sempre. A tentação, o julgamento, virá. Você vai precisar perseverar, mantendo-se na fé e na Palavra a qual com muita alegria recebeu. Como a Palavra nos diz:

Hebreus 10:35-39
"Portanto, não jogueis fora a vossa confiança, que tem grande recompensa. Vós precisais de paciência, para que depois de ter feito a vontade de Deus, possam receber a promessa: "Pois ainda um pouco, e quem há de vir virá e não tardará. Mas o justo viverá da fé; Mas, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Mas nós não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma. "”

A aflição pode assumir diversas formas. Eu tenho visto as pessoas caindo, abandonando a fé, porque seus pais ou parentes e amigos os confrontaram e foi rejeitado por causa de sua fé. É claro que a perseguição pode tomar formas mais graves também, como ser jogado em uma prisão ou ser torturados por sua fé. Ela também pode resultar em morte, como aconteceu para Estevão e Tiago, o irmão de João. Para você e todos aqueles que são tentados a Palavra diz:

Romanos 16:19-20
"Pois vossa obediência tornou-se conhecida de todos. Por isso, eu estou feliz por vossa causa, mas eu quero que sejam sábios no que é bom, e simples para o mal. E o Deus da paz esmagará Satanás debaixo dos vossos pés em breve. "

e 1 Pedro 5:8-10
"Sede sóbrios, vigiai, pois o vosso adversário, o Diabo, anda ao vosso redor como leão que ruge, buscando a quem possa tragar. Resisti-lhe firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições são experimentadas por vossos irmãos, que estão espalhados pelo mundo. Mas o Deus de toda graça, que nos chamou à sua eterna glória por Cristo Jesus, depois de ter padecido um pouco, aperfeiçoará, confirmará, fortalecerá e o estabelecerá. "

Firme-se na fé até o fim. Coloque sua vida e situação nas mãos de Deus e esteja pronto para passar por qualquer coisa que advenha, sim, mesmo a ridicularização e tortura. Deus está com você. Ele vai fortalecê-lo. Ele vai encorajá-lo. Assim como Ele fez com Jesus no jardim do Getsêmani. Assim como fez com Paulo na prisão, quando ele foi perseguido pelos judeus (Atos 23:11). Como Paulo disse: "como nos tornamos participantes dos sofrimentos assim também nos tornamos participantes de todo o conforto que vem de Deus" (2 Coríntios 2:1-7). O conforto que vem Dele equilibra qualquer ridicularização ou tortura que um homem pode trazer sobre nós.

2.Tentação na terceira categoria da parábola do semeador

Em relação à terceira categoria da parábola do semeador, lemos sobre isso em Marcos 4:18-19:

"Agora, estes são os que recebem a semente entre espinhos, eles são os que ouvem a palavra, mas os cuidados deste mundo, a sedução das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando sufocam a palavra, e esta fica infrutífera."

E Lucas 8:14
"Agora os [que] cairam entre espinhos são aqueles que, quando ouvem falar da Palavra, e indo por diante são sufocados pelos cuidados, riquezas e prazeres da vida, e não dão fruto com perfeição."

Estes homens ouviram a Palavra, compreenderam a Palavra mas ainda assim ela tornou-se infrutífera. Por quê? Porque deixou a porta do seu coração aberto para os espinhos que são "os cuidados deste mundo, a sedução das riquezas e os desejos para outras coisas" (Marcos 4:19), que, entrando, sufocaram a Palavra. Como já vimos Tiago dizendo:

Tiago 1:13-15
"Que ninguém diga quando é tentado, eu sou tentado por Deus, porque Deus não pode ser tentado pelo mal, nem tenta qualquer homem: Mas cada um é tentado, quando atraído e seduzido pela sua própria concupiscência. Então a concupiscência, tendo concebido, dá à luz o pecado: e o pecado, quando consumado, gera a morte. "

1 Timóteo 1:6-9 e nos diz
"Mas aqueles que desejam ser ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na ruína e perdição."

Algo a notar: O mesmo efeito que a tentação das riquezas e as ambições pelas outras coisas também têm os cuidados deste mundo. Eles também trazem esterilidade. Portanto, se você quiser ser um cristão que produz fruto, ou seja um verdadeiro cristão e não apenas um cristão de nome, você deve remover os espinhos dos cuidados, riquezas e prazeres da vida e impedi-los de voltar. Você precisa tomar uma atitude. Você precisa mudar, e Deus vai ajudá-lo se é isso que você realmente quer. A tentação na terceira categoria da parábola do semeador não vem através de perseguição e aflição pelo diabo. Aqui, a tentação assume formas mais sutis, que, contudo, exigem novamente a nossa resistência. Se preocupar com o que este mundo se importa ("os cuidados deste mundo"), querendo riquezas ou cobiçar outras coisas são muito perigosas. Eles são espinhos que têm de ser removidos. Como vemos Paulo dizendo:

Romanos 13:14
"mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não façam provisão para a carne em suas concupiscências.

"Não fazer provisão para a carne" significa que não devemos cuidar da carne e seus desejos. Em vez disso, devemos nos alimentar com o leite puro da Palavra para que cresçamos através dele (1 Pedro 2:2).

Anastasios Kioulachoglou