Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Algumas coisas que acontecem quando as pessoas louvam ao Senhor (PDF) Edição em PDF

Algumas coisas que acontecem quando as pessoas louvam ao Senhor

1. Atos 16

Paulo e Silas, ao serem conduzidos pelo Espírito Santo, haviam deixado Trôade para ir para Filipos, uma cidade no norte da Grécia. No entanto, após alguns dias lá, eles foram colocados na prisão porque tinha expulsado um espírito maligno (Atos 16:16-24). Atos 16:25-28 nos diz o que aconteceu em sua primeira noite na prisão.

Atos 16:25-28
"Mas à meia-noite Paulo e Silas estavam orando E CANTANDO HINOS A DEUS, e os prisioneiros os escutavam. De repente houve um grande terremoto e os alicerces do cárcere se moveram, e logo todas as portas se abriram e as correntes de todos foram soltos. O guarda da prisão ao despertar do sono e ver as portas da prisão abertas, supondo que os presos tivessem fugido, puxou da espada e estava prestes a se matar. Mas Paulo o chamou em alta voz, dizendo: "Não te faça nenhum mal, pois estamos todos aqui." Então ele pediu uma luz, entrou correndo e caiu tremendo diante de Paulo e Silas. E ele os tirou para fora e lhes disse: "Senhores, o que devo fazer para ser salvo?" Então eles disseram: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." Em seguida, eles pregaram a palavra do Senhor para ele e para todos os que estavam em sua casa. E a mesma hora da noite, os levou e lavou-lhes os vergões. E imediatamente ele e toda sua família foram batizados. Então, os levou para sua casa, pôs comida diante deles, e se alegrou por ter crido em Deus com toda a sua casa ".

Eu honestamente não acho que tudo isso teria acontecido se Paulo e Silas não estivessem fazendo o que eles faziam: cantando e orando a Deus. A prisão toda foi tocada por isso. Veja que Deus não soltou apenas as suas correntes, mas também as cadeias de todos os prisioneiros e abriu as portas para todos eles! Quem sabe quantas almas encontraram o Senhor naquele dia e tornaram-se verdadeiramente livres. Nós vamos encontrar o verdadeiro número no céu, mas com certeza já sabemos de alguns: o carcereiro e sua família. Eles aceitaram o Senhor naquela noite e um dia estarão lá, junto conosco, Paulo e Silas, cantando e louvando a Deus.

2 Crônicas 20:20-23

Outra passagem onde vemos o povo de Deus louvando é em 2 Crônicas 20. Um grande exército vinha contra Josafá, rei de Judá e por isso ele temia muito. No entanto, ele agiu como devia: ele começou a buscar ao Senhor e o Seu poder. Assim, ele convocou Judá e Jerusalém e orou publicamente a Deus, fazendo menção das promessas que fizera a seus pais. Então o Senhor deu a ele e ao povo a promessa de libertação. Na verdade, a libertação seria tão grande que eles nem sequer teriam que lutar! Como Ele disse no versículo 17 ao povo:

2 Crônicas 20:17
"Vocês não precisarão lutar nessa batalha. Posicionem-se, fiquem parados e vejam a salvação do Senhor, que está com vocês, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã subais contra eles porque o Senhor é contigo "

Israel só tinha de ficar parado e o Senhor iria livrá-los sem qualquer outra ação de sua parte. Esta foi a mensagem profética do Senhor para Seu povo. Os versos 18-24, nos diz então o que este rei temente a Deus fez:

2 Crônicas 20:18-24
"E Josafá se prostrou com o rosto em terra, e todo o Judá e os habitantes de Jerusalém se curvaram diante do Senhor, O adorando. Então os levitas dos filhos dos coatitas e dos filhos dos coraítas levantaram-se para louvar o Senhor Deus de Israel, com voz alta. Então eles se levantaram de manhã cedo e saíram para o deserto de Tecoa; e ao saírem, Josafá ficou de pé e disse: "Ouvi-me, ó Judá e vós, moradores de Jerusalém: Crede no Senhor vosso Deus, e sereis estabelecidos; crede nos Seus profetas, e prosperareis ". E enquanto ele consultava o povo, ele designou os que deviam cantar para o Senhor, e que deviam louvar a beleza da sua santidade, ao saírem diante do exército e foram dizendo: "Louvado seja o Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre. "Agora, quando eles começaram a cantar e a dar louvores, o Senhor colocou emboscadas contra os filhos de Amom, de Moabe e dos do Monte Seir, que tinham vindo contra Judá; E eles foram derrotados"

É importante que o Senhor tenha estabelecido emboscadas quando o povo começou a louvá-lo? Claro que é. Isso é exatamente o que a Palavra "quando" indica ("quando eles começaram a cantar e a dar louvores, o Senhor colocou emboscadas contra os filhos de Amom, de Moabe e do Monte Seir"). Claro, o Senhor os teria entregue ao seu povo de qualquer maneira, como Ele prometeu. No entanto, é importante notar o momento em que Ele começou a fazê-lo: foi quando eles começaram a louvá-Lo.

2 Crônicas 5:11-14

Outro caso em que vemos a presença do Senhor conectada com louvores está em 2 Crônicas 5. A construção do templo de Jerusalém havia terminado e Salomão estava lá com as pessoas para a inauguração. Os sacerdotes trouxeram a Arca da Aliança da cidade de Davi para o Santo dos Santos no templo. Então, a partir do versículo 11 lemos:

2 Crônicas 5:11-14
"E aconteceu que, quando os sacerdotes saíram do Santo dos Santos (pois todos os sacerdotes que estavam presentes se tinham santificado, sem manter as suas divisões), e os levitas que eram cantores, todos aqueles de Asafe e Hemã, e Jedutum, com seus filhos e seus irmãos, estavam na extremidade leste do altar, vestidos de linho fino, com címbalos, alaúdes e com harpas, e com eles cento e vinte sacerdotes que tocavam as trombetas – aconteceu que, QUANDO os trompetistas e cantores se fizeram como um só, para fazer um som para ser ouvido em louvor e agradecimento ao Senhor, e quando levantavam a voz com trombetas e címbalos, e instrumentos de música, e louvavam ao Senhor, dizendo: "Porque Ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre " a casa do Senhor encheu-se de uma nuvem, e os sacerdotes não podiam continuar a ministrar por causa da nuvem, porque a glória do Senhor encheu o Templo."

Quando os levitas começaram a louvar o Senhor, a Sua glória apareceu e encheu o templo. Foi por acaso que isto aconteceu quando as pessoas começaram a louvá-Lo? Novamente NÃO. Caso contrário, a Palavra de Deus não teria dado a ênfase aos dois "quandos" indicados na Palavra. A glória do Senhor enchia o edifício e isso aconteceu quando os sacerdotes e os levitas começaram a louvá-Lo.

Ao mencionar estes exemplos não quero dizer que louvar e cantar devem ser vistos como um dever religioso, como algo que "deve ser feito para ganhar" a presença ou o livramento do Senhor. Em vez disso, deve ser visto como algo que vem do coração, quando percebemos a majestade e a grandeza do nosso Criador. Paulo e Silas não louvaram ao Senhor como um dever religioso, mas como algo que tinham que fazer todas as noites antes de ir para a cama. Nem eles fizeram isso porque tudo estava indo bem para eles. Ao contrário eles estavam em uma prisão com ferimentos em seus corpos que ninguém tinha tratado. No entanto, eles tinham alegria em seus corações, a alegria do Senhor que é a nossa força (Neemias 8:10), e era desta alegria que eles estavam cantando. Eles não estavam olhando para as aparências das coisas "que são vistas", mas para as que não são vistas, e são eternas (II Coríntios 4:18). Temos a alegria do Senhor em nós, à medida e grau que nossos olhos estão fixos no Senhor. Como Pedro diz:

I Pedro 1:3-9
"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que segundo a Sua grande misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, imaculada e que não desaparece, reservada nos céus para vós, que sois guardados pelo poder de Deus através da fé para a salvação preparada para revelar-se no último dia. Na qual exultais, ainda que agora por um pouco, se for necessário, vocês tenham sido contristados por várias provações, para que a prova da vossa fé, torne-a muito mais preciosa que o ouro que perece, provado pelo fogo, seja achada para louvar, honrar e dar glória ao Senhor Jesus Cristo, a quem, não havendo visto, amais. Apesar de agora você não vê-Lo, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória, obtendo o fim da vossa fé -. A salvação das vossas almas. "

As pessoas a quem Pedro estava falando tinham provas que as estavam afligindo, exatamente como nós podemos ter. No entanto, eles tinham "alegria indizível e cheia de glória" por crer no Senhor Jesus. Eles foram "correr com perseverança a corrida que foi determinada a eles, olhando para Jesus, autor e consumador da nossa fé" (Hb 12:1-2). Foi isso, eu acredito, que os fez cheios de alegria, apesar das várias provações. Foi a mesma coisa que eu acredito que fez Paulo e Silas cantarem, apesar do fato de seu corpo ter sido espancado e seu futuro ser incerto. E é isso, eu acredito, que é a única coisa que pode nos fazer cheios de alegria, alegria que ninguém pode roubar.

Para resumir, portanto: há muitas referências na Palavra de Deus sobre o tema de louvar e cantar para Deus. Isto com certeza não é um tópico de uma era passada. Em contraste, é assunto para toda a criação, para cada idade e momento. Louvemos ao Senhor porque Ele nos fez (Salmos 139:14), pois o nosso coração confia nele e fomos ajudados (Salmos 28:7), porque a sua misericórdia chega aos céus e Sua verdade até as nuvens (Salmos 57: 10), porque a sua misericórdia dura para sempre (Salmos 106:1), porque é bom cantar louvores ao nosso Deus, porque é agradável e seu louvor é lindo (Salmos 147:1), pois Ele criou tudo com seu comando (Salmos 148).

"Que tudo o que respira louve ao Senhor. Aleluia" (Salmos 150).

Anastasios Kioulachoglou