Verdades Bíblicas
Inscreva-se

A ressurreição do Senhor (PDF) Edição em PDF

A ressurreição do Senhor

Eu gostaria de dedicar este artigo sobre a ressurreição de Jesus focando principalmente nossa atenção ao livro de Atos.

1. Atos 2:22-36

Para começar vamos até Atos 2. Nós estamos no dia de Pentecostes, justamente depois de que o espírito santo derramou e sua manifestação pelo dom de falar outras línguas (Atos 2:1-12). Esta manifestação fez as pessoas se maravilharem e perguntarem, e Pedro explicou-lhes que este era o cumprimento da profecia relativa de Joel (Atos 2:14-21, Joel 2:28-29 ). Então ele continuou, pregando para o Senhor Jesus Cristo. Assim, começando de Atos 2:22, nós lemos:

Atos 2:22-24
“Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis. A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos dos injustos; Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela.”

Deus ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos! Embora eles o crucificassem, a morte poderia não ter efeitos permanentes sobre ele. E Pedro continua confirmando o fato da ressurreição das escrituras do Velho Testamento:

Atos 2:25-28
“Porque dele disse Davi: Sempre via diante de mim o Senhor, Porque está à minha direita, para que eu não seja comovido; Por isso se alegrou o meu coração, e a minha língua exultou; E ainda a minha carne há de repousar em esperança; Pois não deixarás a minha alma no inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção; Fizeste-me conhecidos os caminhos da vida; Com a tua face me encherás de júbilo.”

Este registro vem do livro de Salmos (Salmos 16:8-11 ), e é evidente que Pedro o ligue diretamente à ressurreição de Jesus Cristo. Na verdade, sua alma não foi deixada no inferno nem ele viu corrupção. Contudo, como Pedro foi capaz de saber que esta passagem se referia à ressurreição do Senhor? De modo similar, como ele foi capaz de saber que a profecia de Joel, à qual ele se referira anteriormente, era sobre o que havia acontecido naquele dia? A resposta é simples: ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO que ele acabara de receber e que possibilitava que ele entendesse as Escrituras. Pedro não era um teólogo educado. Ele não tinha um Ph.D. em teologia. Ele era somente um pescador chamado pelo Senhor para segui-lo, e quem, conforme em Atos 4:13 nos diz, era analfabeto! Contudo ele era alguém que havia recebido o poder do alto (Lucas 24:49), o presente do espírito santo, o confortador que os conduziria para toda a verdade conforme Jesus havia prometido a eles (João 16:13). Era este confortador que possibilitava a ele entender as escrituras e é somente através deste confortador que um homem pode entender as coisas espirituais, parte da qual também é a Palavra de Deus escrita (1 Coríntios 2:10-13). Continuando em Atos 2, leiamos a explicação da profecia de Davi que Deus através de Seu espírito deu a Pedro. Isto é dado nos versículos 29-36:

Atos 2:29-36
“Homens e irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono, nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção. Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis”. Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. Saiba, pois com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.”

Jesus Cristo ressuscitou dos mortos. Ele foi aquele que, agora vivo, recebeu do Pai o dom do espírito santo e literalmente o derramou.

Lendo um pouco mais (Atos 2:41), nós veremos que 3000 pessoas foram acrescentadas à fé naquele dia, depois de se derramar o espírito santo e da pregação inspirada de Pedro que seguiu após isso.

2. Atos 3

Um pouco depois da incidência acima, segue aquela que nós lemos em Atos 3. Pedro e João, em sua caminhada para o templo, viram um homem coxo e o curaram. Isto novamente fez as pessoas se admirarem e os versículos 11-15 nos contam o que sucedeu.

Atos 3:11-15
“E, apegando-se o coxo, que fora curado, a Pedro e João, todo o povo correu atônito para junto deles, ao alpendre chamado de Salomão. E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem? O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto. Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas”.

Novamente, Pedro confronta o povo por aquilo que eles fizeram. Contudo, ele não fez isso para condená-los, mas para fazê-los reconhecer seu erro e se arrepender. Conforme os versículos 19-20 nos dizem:

Atos 3:19-20, 25-26
ARREPENDEI-VOS, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, e envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado... Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus fez com nossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão benditas todas as famílias da terra. RESSUSCITANDO DEUS A SEU FILHO JESUS, primeiro o enviou a vós, para que nisso vos abençoasse, no apartar, a cada um de nós, das vossas maldades

Deus ressuscitou Jesus Cristo dos mortos e o enviou para nos abençoar! Conforme Efésios 1:3 caracteristicamente nos diz:

Efésios 1:3
“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo

Deus nos abençoou com todas as bênçãos espirituais EM CRISTO. Verdadeiramente nele, nosso Senhor ressuscitado, nós temos bênçãos espirituais que nós poderíamos possivelmente ter! Conforme Paulo também diz em relação à ressurreição:

Atos 17:30-31
“Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, RESSUSCITANDO-O DENTRE OS MORTOS.”

Deus julgará o mundo através de Jesus e a prova disto é que Ele o ressuscitou dentre os mortos. Conforme também Romanos 1:1-4 diz:

Romanos 1:1-4
“Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo...acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne, declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos.”

Jesus Cristo é o Filho de Deus. Ele é aquele através de quem Deus julgará o mundo e a prova destes, "a segurança de tudo" é Sua ressurreição dos mortos. Retornando aos Atos, o capítulo 4 dá os resultados e a reação à pregação de Pedro em relação a Cristo e à ressurreição.

Atos 4:1-3
“E, estando eles falando ao povo, sobrevieram os sacerdotes, e o capitão do templo, e os saduceus, doendo-se muito de que ensinassem o povo, e anunciassem em Jesus a ressurreição dentre os mortos. E lançaram mão deles, e os encerraram na prisão até ao dia seguinte, pois já era tarde.”

Os saduceus eram aqueles rapazes que acreditavam que “não há ressurreição alguma e nenhum anjo ou espírito (Atos 23:8). Obviamente, portanto, quando eles ouviram sobre a ressurreição eles ficaram ofendidos. Contudo, eles não eram os únicos. Todo dia nós vimos isto. Você fala a Palavra de Deus e alguns são ofendidos. Mas conforme diz o versículo 4:

Atos 4:4
"Muitos, porém, dos que ouviram a palavra creram, e chegou o número desses homens a quase cinco mil.”

Nem todos acreditaram. De fato alguns estavam ofendidos. Ainda que muitos, conforme diz o texto, acreditassem e fossem salvos. Mas continuemos a ver o que aconteceu aos apóstolos:

Atos 4:5-12
"E aconteceu, no dia seguinte, reunirem-se em Jerusalém os seus principais , os anciãos, os escribas, e Anás, o sumo sacerdote, e Caifás, e João, e Alexandre, e todos quantos havia da linhagem do sumo sacerdote. E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder ou em nome de quem fizestes isto? Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo, anciãos de Israel, Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, e do modo como foi curado, seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”

A coragem dos apóstolos é realmente impressionante. Não foram nem professores nem grandes educadores teólogos que espalharam a mensagem gospel. Foi somente um punhado de pessoas simples não letradas, cheias do espírito de Deus, e comprometidas com a missão dada a elas pelo Senhor, e colocaram as fundações da primeira igreja do século; um punhado de homens fiéis prontos para dar testemunho sobre seu Senhor e sua ressurreição, onde quer que Deus os estivesse chamando, mesmo que diante de seus próprios perseguidores.

3. Atos 5:14-32

O caso acima de perseguição contra as pessoas que permanece para Deus não é somente um. De fato, o livro dos Atos é cheio de incidências similares, uma das quais é dada em Atos 5. Lá, os versículos 14-21 nos mostram:

Atos 5:14-21
“E a multidão dos que criam no Senhor, tanto homens como mulheres, crescia cada vez mais. De sorte que transportavam os enfermos para as ruas, e os punham em leitos e em camilhas para que ao menos a sombra de Pedro, quando este passasse, cobrisse alguns deles. E até das cidades circunvizinhas concorria muita gente a Jerusalém, conduzindo enfermos e atormentados de espíritos imundos; os quais eram todos curados. E, levantando-se o sumo sacerdote, e todos os que estavam com ele (e eram eles da seita dos saduceus), encheram-se de inveja. E lançaram mão dos apóstolos, e os puseram na prisão pública. MAS de noite um anjo do Senhor abriu as portas da prisão e, tirando-os para fora, disse: Ide e apresentai-vos no templo, e dizei ao povo todas as palavras desta vida. E, ouvindo eles isto, entraram de manhã cedo no templo, e ensinavam”.

O mal que os apóstolos fizeram e que causou sua prisão foi que através do poder de Deus eles curavam as pessoas! Contudo, eles não permaneceram muito tempo na prisão: Deus enviou um anjo que não somente os libertou, mas também disse a eles para continuarem fazendo exatamente o que ofendia as autoridades, i.e., pregar “todas as palavras desta vida”, a Palavra de Deus! Os versículos 21-32 nos dizem:

Atos 5:21-32
“E, ouvindo eles isto, entraram de manhã cedo no templo, e ensinavam. Chegando, porém, o sumo sacerdote e os que estavam com ele, convocaram o conselho, e a todos os anciãos dos filhos de Israel, e enviaram ao cárcere, para que de lá os trouxessem. Mas, tendo lá ido os servidores, não os acharam na prisão, e, voltando, lho anunciaram, dizendo: Achamos realmente o cárcere fechado, com toda a segurança, e os guardas, que estavam fora, diante das portas; mas, quando abrimos, ninguém achamos dentro. Então o sumo sacerdote, o capitão do templo e os chefes dos sacerdotes, ouvindo estas palavras, estavam perplexos acerca deles e do que viria a ser aquilo. E, chegando um, anunciou-lhes, dizendo: Eis que os homens que encerrastes na prisão estão no templo e ensinam ao povo. Então foi o capitão com os servidores, e os trouxe, não com violência (porque temiam ser apedrejados pelo povo). E, trazendo-os, os apresentaram ao conselho. E o sumo sacerdote os interrogou, dizendo: Não vos admoestamos nós expressamente para que não ensinásseis nesse nome? E eis que enchestes Jerusalém dessa nova doutrina, e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem. PORÉM, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens. O Deus de nossos pais RESSUSCITOU a Jesus, ao qual VÓS matastes, suspendendo-o no madeiro. Deus com a sua destra o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e a remissão dos pecados. E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.”

Deus ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos e apontou-o como o príncipe e salvador. As testemunhas disto não são somente os apóstolos e a Bíblia, mas também o espírito santo que nosso Senhor ressuscitado derramou no dia de Pentecostes. Todo vez, portanto, que nós operamos este espírito, nós testemunhamos que Jesus está vivo. Como ele também disse em Marcos 16:17-20:

Marcos 16:17-20
“E estes SINAIS seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém”.

O espírito santo não é um conceito teórico. Ele é o poder de Deus, Cristo em nós, e é manifestado nas nove formas estabelecidas em 1 Coríntios 12, e aos quais os sinais acima também pertencem. Todo vez, portanto, que nós operamos estas manifestações, nós na verdade testemunhamos que Jesus cristo está vivo, e não somente isso, mas também que ele está muito, muito próximo de nós: Ele esta EM NÓS (Gálatas 4:6, II Coríntios 13:5, Colossenses 1:27).

4. Atos 10:

E desde que nós falamos sobre o espírito santo, vejamos também Atos 10. Lá nós encontramos Cornélio, que foi comandado por Deus para enviar a Jope um convite a Pedro, que viesse até ele falar a Palavra. Pedro fez isso, e os versículos 38-46 nos dizem o que ele disse a eles:

Atos 10:38-46
"Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele. E nós somos testemunhas de todas as coisas que fez, tanto na terra da Judeia como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num madeiro. A este ressuscitou Deus ao terceiro dia, e fez que se manifestasse, não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus antes ordenara; a nós, que comemos e bebemos juntamente com ele, depois que ressuscitou dentre os mortos. E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos. A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele creem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.”

Atos 11:14 nos conta que Deus falou a Cornélio para buscar Pedro para falar com ele as palavras capazes de salvá-lo e toda a sua família. Quais eram estas palavras? Não imagine livros sobre livros. Nós acabamos de dar a maior parte do que Pedro disse-lhes! Conforme vemos, nós falamos sobre Jesus sua caminhada com Deus, sua ressurreição e seu significado. Estas eram as palavras que eles necessitavam ouvir e acreditar, a fim de serem salvos. Palavras menores do que dez versículos, que de fato, em Romanos 10:9, estão resumidas em somente um versículo!

Romanos 10:9
“Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, SERÁS SALVO”.

A salvação não é o nosso trabalho. É trabalho de Jesus, nosso salvador, que deu sua vida por nós, de forma que simplesmente confessando a ele como Senhor e acreditando que Deus o ressuscitou dentre os mortos, nós seremos salvos! Retornando a Atos, os versículos 44-46 nos dão muito vivamente o resultado que a Palavra de Deus teve nas pessoas:

Atos 10:44-46
“E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviram falar línguas, e magnificar a Deus.”

Não somente estas pessoas acreditaram, mas também manifestaram o espírito Santo que elas receberam falando em línguas, assim magnificando a Deus, e tornando claro que Cristo, que derramou o espírito santo, está VIVO, ao lado direito de Deus e nos corações daqueles que acreditam nele.

5. Atos 13: 23-39

Finalmente, a última passagem que nós consideraremos do livro de Atos está em Atos 13. Lá nós encontramos Paulo pregando em Antioquia e evangelizando Jesus Cristo para eles. Começaremos lendo sua pregação do versículo 23:

Atos 13:23 - 39
“Da descendência deste [de Davi], conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel. Tendo primeiramente João, antes da vinda dele, pregado a todo o povo de Israel o batismo do arrependimento. Mas João, quando completava a carreira, disse: Quem pensais vós que eu sou? Eu não sou o Cristo; mas eis que após mim vem aquele a quem não sou digno de desatar as alparcas dos pés. Homens irmãos, filhos da geração de Abraão, e os que dentre vós temem a Deus, a vós vos é enviada a palavra desta salvação. Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se leem todos os sábados. E, embora não achassem alguma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto. E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura. Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galileia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo. E nós vos anunciamos que a promessa que foi feita aos pais, Deus a cumpriu a nós, seus filhos, ressuscitando a Jesus; Como também está escrito no salmo segundo: Meu filho és tu, hoje te gerei. E que o ressuscitaria dentre os mortos, para nunca mais tornar à corrupção, disse-o assim: As santas e fiéis bênçãos de Davi vos darei. Por isso também em outro salmo diz: Não permitirás que o teu santo veja corrupção. Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais e viu a corrupção. Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção viu. Seja-vos, pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados. E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.”

Cristo não apareceu após sua ressurreição somente por um momento. Ele nem apareceu somente uma vez. Em contraste, ele apareceu durante muitos dias, tornando claro que ele está vivo e com um corpo incorruptível. É através da ressurreição que Deus certificou que Jesus é aquele através de quem Ele julgará o mundo. É a ressurreição que prova que acima de qualquer coisa Jesus é o Filho de Deus. É acreditando na ressurreição que dá a salvação e é o nome do Cristo renascido o nome mais poderoso, o único nome que foi dado por Deus para ser salvo e ter companheirismo com Ele.

Anastasios Kioulachoglou