Verdades Bíblicas
Inscreva-se

Baixe gratuitamente este estudo na versão PDF version, otimizada para seu leitor ebook/ tablet/ desktop ou smartphone Edição em PDF

A fé operando por meio do amor

Agora, tendo visto o que vimos até aqui e antes de seguirmos com outros materiais, gostaria de acrescentar algumas coisas referente ao amor. Eu creio que isto é necessário, uma vez que as obras da fé mencionadas no Novo Testamento são obras cuja força motivadora é o amor. Gálatas 5:6 resume muito bem isto quando diz:

Gálatas 5:6
“Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor.”

Aqui temos tudo em uma frase: Fé, amor, obras. Nenhuma delas pode permanecer sozinha. Obras sem fé não te validade. Sem proveito também são obras que não são motivadas pelo amor. Como Paulo nos diz em 1 Coríntios 13:1-3:

 

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

E então ele segue explicando o que é e o que não é o amor.

1 Coríntios 13:4-8, 13
“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; .... Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.”

É óbvio que o amor não é passivo.

Agora, assim como as obras sem amor para motivar não tem valor, também o amor sem obras não é amor de verdade. Assim como nos diz João:

1 João 3:16-18
“Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.

O amor só é verdadeiro quando se torna ação, quando opera em obras e verdade.

Portanto vimos que fé, obra e amor não estão separadas umas das outras. Fé sem obras é morta, conforme nos diz Tiago (Tiago 2,17) e as obras sem amor de nada vale nos diz Paulo. Mais ainda, amor sem obras não é verdadeiro, nos diz João. O que é então uma fé verdadeira? É uma fé que contém tudo isto. Está bem claro: “Fé operando por meio do amor.”

Próxima seção: As advertências das epístolas

 

Autor: Anastasios Kioulachoglou